Um pouco mais de Romênia (un pic mai mult despre Romania)

Lá vamos nós com um pouco mais de Romênia para saciar interessados e curiosos.

As terras romenas já foram motivo de muita disputa e confusão, o que já era de se imaginar dada sua localização altamente estratégica. O país está praticamente no centro do leste europeu e ainda tem saída para o mar Negro!

E considerando a geopolitica atual a Romênia faz fronteira com cinco países: Ucrânia e Moldávia (norte), Hungria e Servia (oeste) e Bulgaria (sul). 

Estados da Romênia, mapa atual.

Curiosamente a Romênia tem um formato bem parecido com o estado do Paraná.

Bom como já havia falado, ainda existem vários resquicios do antigo regime comunista, além da arquitetura vemos muitas empresas e prédios estatais abandonados, malha rodoviária obsoleta, filas …. enfim, mas desde a entrada na União Europeia (2007) a Romênia vem se modernizando e crescendo.

Os últimos anos tem sido de grande desenvolvimento econômico, muitos investidores e empresas aportaram por aqui, algumas abrindo unidades de negocio, outras (como a que o Mauro trabalha) transferindo toda a produção pra cá. Isto porque, para os demais países da UE, a Romênia é atraente pois tem baixas taxas de impostos e um salário mínimo bem abaixo da média do resto da Europa.

Ainda assim é possível viver legal por aqui pois o custo de vida também é mais baixo. De acordo com o site que costumamos consultar a Romênia é, em geral, 40% mais barata que a Itália (que pra nós já era bem bom).

Comparação do custo de vida entre Itália e Romênia

Dentro de cada item o site oferece valores mais detalhados.

Porém vale relembrar que desde que chegamos temos morado em cidades menores e isso influência muito o custo de vida. Os valores nas capitais e grandes cidades normalmente são um pouco diferentes, na Italia morar em Roma ou Milano por exemplo é bem carinho.

Se tiver pensando em mudar ou tem curiosidade de saber mais sobre os valores outros países dê uma olhada no Expatistan, este site tem informações atualizadas e bem acertadas sobre custo de vida.

Bom, mesmo com economia aquecida o país ainda tem muitos problemas com evasão de mão de obra qualificada. Enquanto os mais velhos são bem enraizados e nacionalistas as novas gerações tem aproveitado a facilidade de serem UE para migrarem para países mais ricos e modernos (e que pagam melhor) como Alemanha, Suíça, Inglaterra.

E apesar da desigualdade social ser bem marcante a Romênia ainda é um país bem seguro. Aqui em Pitesti, estranhamos bastante, as pessoas costumam deixar carros e casas abertas, muitos prédios têm varais para secar roupa no jardim da frente, tudo sem grade. Muros ou grades quando existem são baixinhos, de verdade acho que são só para não deixar os animais fugirem.

O sistema educacional é de alta qualidade, praticamente todos tem até o curso superior, e isso acredito ser um dos melhores legados do comunismo.

Por outro lado o regime deixou também de herança corrupção e burocracia que deram vida ao “jeitinho romeno” de resolver as coisas com propinas, manobras … triste dizer mas neste ponto a Romênia nos faz lembrar muito o Brasil.

Outra coisa interessante, como o país tem um inverno bem longo e muito frio é costumeiro as pessoas se prepararem para esta estação preparando comidas e bebidas para estocar. Desde carnes defumadas, conservas de legumes e verduras, geléias, doces e compotas até vinhos e destilados!

Conservas, compotas, geléias, vinhos tudo feito em casa para passar bem o longo inverno.

As conservas, compotas e afins são tão comuns que tem até produtos especiais para ajudar no preparo.

Nas grandes lojas de construção, mercados e também nas feiras é supernormal encontrar equipamentos para produção doméstica prensas, destiladores, trituradores de grãos …

Fazer as coisas em casa, hábito antigo mantido até hoje.

Tudo para fazer suas bebidinhas em casa!!

Alias, temos que fazer uma observação sobre as feiras já que estamos na época delas. Agora estão rolando as Feiras de Boas vindas ao outono (acho que são as últimas colheitas antes do friozão chegar).

As feiras de Outono são uma tradição em toda a Europa.

Toamna Pitesteana, feira do Outono. Duas semanas de muita festa e agitação na cidade!

É um grande evento, muita música, comida e várias “barraquinhas” de produtos agrícolas (queijos, embutidos, carnes, mel), artesanato, doces, roupas (casacos de couro e lã, batas com bordados típicos), hortifruti e muitas flores.

Tem até suco de uva prensado na hora!

Uvas prensadas na hora, suco fresquinho!

Pra nós a atração da feira foi a produção de suco de uva ao vivo!!!

Depois virão as Feiras que marcam a temporada do Vin Nou (vinho novo), que tem este nome por colocado a venda logo após o engarrafamento, no mesmo ano da colheita de uvas utilizadas na produção.

Os vinhos novos (Vino Novello na Italia, Beaujolais Nouveau na França, são vinhos leves, frutados e frescos. Na Italia, o hábito é beber Novello acompanhado de uma bela porção de Marrone (castanhas) assado. Estamos ansiosos para ver como será aqui.

Pois é, a Romênia produz vinhos. É uma terra com boa vocação para vinicultura por sua locação geográfica, relevo, clima e terroirs, além de ter interessantes uvas autóctones bom mas isso fica pra um outro post.

Pra finalizar e rir um pouco (no nosso caso rir de desespero), deixamos pra vocês o audio da nossa primeira aula de romeno.

Tá fácil, né?

Bine, ne vedem 🙂

Tati Basilio


'Um pouco mais de Romênia (un pic mai mult despre Romania)' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

Todas as imagens deste site são de propriedade de seus autores e sua utilização sem prévia autorização é expressamente proibida. Maiores informações: entrepanelasetacas@gmail.com

Paste your AdWords Remarketing code here