Um bocadinho de Portugal

Desde criança sempre quis ir a Portugal e acho que a maior culpada por esta curiosidade foi minha bisavó, Dona Maria.

Apesar de conviver com ela apenas até meus seis anos consegui guardar muitas boas e divertidas lembranças. Ela contava, com seu forte sotaque e em português de Portugal (“o verdadeiro português” como ela dizia), histórias dos familiares, das colheitas de azeitonas, dos doces, dos queijos, das festas. Também fazia a gente ouvir Roberto Leal e às vezes até arriscava cantar um fado.

Ir pra lá foi uma experiência incrível pois além de reencontrar minha irmã (que mora em Lisboa a um ano) pude conhecer e ver de perto um pouco da cultura e história das minhas raízes e até relembrar um bocadinho as boas histórias da minha bisa.

Café A Brasileira homenagem a Fernando Pessoa

Eu, minha irmã Thaís (que às vezes escreve por aqui) e Fernandinho Pessoa.

Portugal é, de fato, uma terra interessante. Nas grandes cidades vê-se o contraste entre os grandiosos monumentos dos tempos áureos se contrapondo as ruas estreitas com prédios baixos cheios de roupas nos varais para fora da janela. Nas vilas pelo interior é fácil encontrar senhorinhas trocando produtos manufaturados, reclamando do alto preço da Sardinha enquanto seus maridos (ainda) discutem sobre a era Salazarista.

Portugal, pessoas e curiosidades

Entre o antigo e o novo, coisas curiosas e lindas

Nas cidades universitárias a vida é bem intensa, entre bares e baladas de design moderno, museus históricos e exposições de arte ainda encontramos os estudantes que usam o tradicional uniforme com capa e batina (diz a lenda que isso foi parte da inspiração da escritora J.K. Rowling para os livros do Harry Potter) e preservam antigos “rituais” como fazer apresentações de antigas canções para arrecadar dinheiro, sempre acompanhados por um professor. Uma espécie de trote cultural.

Até gravei um trechinho de uma apresentação, não ficou muito bom mais se tiverem curiosidade podem ver a performance deles (aqui), tem até dancinha.

Bom, a viagem foi curtinha, apenas 10 dias. Pra aproveitar bem alugamos um carro (que por lá é bem mais barato, mesmo em Euros) e fizemos uma programação bem apertada assim conseguimos visitar oito cidades entre Porto (Norte) e o Alentejo (centro Sul). Faltou muitos lugares como Serra da Estrela, as ilhas, Sintra … mas o que conheci já foi suficiente para despertar uma grande paixão que promete ser eterna.

Viagem por Portugal

Em ordem Viseu, Porto Nova Gaia, Lisboa, Peso da Régua e Lisboa de novo.

Como eu já imaginava, Portugal é um país lindo! Apesar de muito antigo, monumentos, ruas e atrações são bem conservados e cuidados. E tem os portugueses!!! Ah os alfacinhas e sua língua são uma diversão a parte! A comunicação no geral é tranquila, embora fique difícil entender quando eles resolvem falar rápido. Mas existem palavras e expressões que podem complicaram um pouco minha vida por lá.

Ao longo da viagem fui construindo meu pequeno dicionário Brasil – Alfacinhas:            

Chope = –Imperial (sul) ou Fino (norte)

Cafezinho –= Bica

Ônibus = Autocarro

Pedágio = Portagem

Bala –= Rebuçado

Banheiro = Casa de banho

Descarga da privada = Autoclismo

Faixa de pedestre = Passadeira

Diesel –= Gasóleo

Trem = Comboio

Defumado –= Fumado

Horário de pico –= Hora da Ponta

Tipo de couve –= Grelos

Legal = Fixe (se fala fiche)

Jogo de cintura –= Golpe de rins

Loja de bebidas/adega –= Garrafeira

Xícara =– Chávena

Suco = Sumo

Lula pequena = Chocos

Comidinhas de portugal

Pastel (não bolinho) de Bacalhau com queijo da Serra da Estrela, Rissol de leitão e o bolinho (doce) de arroz tradicionalíssimo!

Bolinho é usado só para aquele bolo doce tipo bolo de Vó que aqui são bem-vindos com um cafezinho. Os salgados que chamamos de bolinho aqui, como os de Bacalhau, de carne seca lá são pasteis. Quando atendem o telefone ou telemóvel (=celular) eles dizem Estou! e não alô. E quando alguém espirra se diz Santinho, nada de saúde. Lá é correto dizer mais pequeno ou mais grande, e eles usam muito palavras no diminutivo: obrigadinho, com licencinha, temperadinho, bocadinho …

Outra coisa deliciosa é a cozinha. Apesar de ser pequeno o país tem uma enorme variedade de pratos tradicionais, não foi a toa que voltei com alguns quilinhos portugueses excedentes rs

O Bacalhau é comum e servido numa infinidade de maneiras: assado com natas, com broa, ensopado, com grão de bico, frito, em sopa – a tradicional açorda e por ai vai, mas saiba que nem só de Bacalhau vive Portugal! A gastronomia é muito rica e variada, eles comem muito Pato, Lebre, Frutos do mar, Vitelos e Porco Preto (o mesmo que na Espanha vira do delicioso Pata Negra).

Tem também os embutidos Alheira, Chouriço, Farinheira e os queijos. Afff pra quem ama queijo como eu a terrinha é uma felicidade.

E ainda tem os doces conventuais, muito ovo, açúcar e amêndoas um carinho pra alma! Sim, você pensou certo, foi uma viagem pra comer, turistar e beber e não necessariamente nesta ordem e sendo os três total prioridade rs ….

Isso porque nem falei ainda dos vinhos! É foram 10 dias cheios e intensos, deu pra voltar com a mala cheia de souvenirs eno-gastronômicos, muitas fotos, saudades e muita coisa pra contar. Pra isso não virar um livro contar o resto em outros posts, ok?

Adeuzinho!

Ah, se estiver programando uma viagem paras terras além mar vão ai duas dicas que podem ajudar:

Pra alugar carro: estávamos pesquisando direto com as locadoras mas depois por indicação de um amigo fizemos a busca pelo Auto Europe e conseguimos um precinho bem camarada. Este site faz cotação com várias locadoras e tem ótimos preços.

Pra Assistência Saúde, se você ainda não leu, fizemos um post Economizando na Viagem, que explica como conseguir um Certificado de direito a Assistência Médica de graça através do INSS.

Tati Basilio

Tati Basilio



'Um bocadinho de Portugal' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

Todas as imagens deste site são de propriedade de seus autores e sua utilização sem prévia autorização é expressamente proibida. Maiores informações: entrepanelasetacas@gmail.com

Paste your AdWords Remarketing code here