Cheap London

Londres, sem gastar muito!

Sim sim, é possível curtir (muito) Londres sem gastar muito!

Além de ter uma infinidade de museus super interessantes e com entrada gratuita, como já falamos neste post, a capital inglesa oferece muitas outras opções de passeios e visitas que são a cara da cidade e custam nadinha.

Claro que não estou dizendo que você não terá gastos, afinal terá que se locomover, comer, beber e quem sabe até comprar umas lembrancinhas… mas não ter gastos com entradas já faz uma diferença gigantesca no budget da viagem.

Vamos as dicas!

Westminster Abbey

Famosa por ser o palco de coroações, casamentos e funerais de monarcas e personalidades, a Abadia de Westminster é um das mais importantes templos da igreja anglicana em Londres.

Com mais de 700 anos de história e miscelânea de estilos arquitetônicos (românico, neo gótico, barroco) esta igreja, anglicana, proporciona um pequeno passeio pela história do país e do Reino Unido.

Abadia de Westminster

A visita turística é paga com audioguia incluso. O valor do ingresso é, em média, £20 variando por idade (crianças, estudantes, adultos e idosos) e para grupos, também há descontos nos ingressos quando comprados no site.

Aí vem a pergunta, vale a pena? Bom, se você tem interesse de conhecer história da abadia mais a fundo ou gostaria de ver suas atrações como o trono de Santo Eduardo, os mausoléus de grandes escritores ingleses e etc … então a resposta é sim,  pense em fazer a visita paga.

Abadia de Westminster

Túmulo da Rainha Elizabeth I

MAS, se tiver pouco tempo ou quiser apenas conhecer o interior da igreja saiba que é possível fazer a visita sem pagar nada \o/

A abadia, apesar do apelo turístico, mantém uma agenda serviços religiosos diários com missas, orações e corais abertos a todos que quiserem participar, e isso é obviamente sem custo.

Como meu tempo e dinheiro eram curtos, escolhi ir na abadia para assistir a oração da tarde, o Evensong, que é feita pelo coral da Igreja. Foi lindo e super emocionante.

Abadia de Westminster

Altar onde ficam os coristas durante o Evensong.

Os serviços religiosos acontecem quase todos os dias, mas pra não ter erro vale conferir no site da Abadia datas e horários.

St Paul’s Cathedral

Ela pode até não ser tão famosa quanto a abadia de Westminster, mas é igualmente bela e já foi palco de importantes acontecimentos, como funeral de Winston Churchill e o casamento do príncipe Charles e Lady Di.

St Paul's Cathedral

Fachada da St Paul’s.

A catedral de São Paulo também pertence à Igreja Anglicana, e é tida como a primeira a ser construída no país após o rei Henrique 8VIIº romper com o papa Clemente 7ºVII e fundar a própria igreja.

Assim como na Westminster, o ingresso para visita turística é pago. Os preços, um pouquinho mais baixos, também variam por idade, por local de compra e para grupos. No site da catedral é possível ver todas as opções.

St Paul's Cathedral

Altar principal da igreja.

Minha visita à St Paul’s foi no mesmo esquema da Westminster, fui ao Evensong e mais uma vez vi a igreja ao som de um belíssimo coral, completamente free.

A desvantagem de ir as igrejas durante esses serviços e celebrações é o acesso mais restrito, não é permitido explorar todo o prédio, mas achei que foi uma experiência e tanto.

Os corais são fabulosos e ouvi-los nestes cenários com uma baita acústica foi realmente incrível.

Ah, não custa lembrar que em missas e outros serviços litúrgicos não são permitidas fotos ou vídeos e eles são rigorosos. Outra coisa importante, se você for fazer a visita durante os serviços seja respeitoso. Lembre-se que ali é uma igreja e não simplesmente mais um pouco turístico.

Troca da Guarda do Palácio de Buckingham

A troca da guarda é uma das cerimônias mais tradicionais e está entre as atrações que mais encantam os turistas em Londres.

De início, tenho que confessar, não planejava assistir a troca porque achava que seria um programa meio besta, mas acabei mudando de ideia. Por fim, fui e adorei.

É muito doido, como num passe de mágica tudo pára, a banda anuncia a chegada da nova guarda e o desfile começa.

Palácio de Buckingham

Os soldadinhos da rainha.

Os movimentos, a marcha e a música são tão perfeitamente sincronizados que hipnotizam.

Bom, por ser um evento famoso, gratuito e aberto, é sempre cheio. Mesmo assim tudo acontece ao melhor estilo britânico, com total organização, pontualidade e tranquilidade.

Se quiser ter uma boa visão chegue com no mínimo 40 minutos de antecedência, os melhores lugares para assistir são: colado à grade de preferência perto do portão principal, onde a banda e a guarda passam ou no memorial dedicado à rainha Vitória (em frente ao Palácio).

A cerimônia começa às 11h00 (em ponto!), ela acontece diariamente de maio a julho. No resto do ano ela ocorre a cada dois dias, exceto nos dias de chuva, quando costuma ser cancelado. 

Apesar da programação ser pré estabelecida ela não é fixa, podendo haver alterações sem avisos prévios. Então, antes de sair, cheque as informações no site do exército britânico. 

Existem mais duas cerimônias de troca da guarda, além de Buckingham: no Castelo de Windsor e a Horse Guards Parade.

Parques e praças

Entre tantas coisas, Londres também é conhecida como uma das capitais verdes da Europa, e não é pra menos, a cidade é cheia de áreas verdes como praças, jardins e parques super arborizados e muito bem cuidados.

Essas áreas são parte do cotidiano londrino, principalmente nos meses mais quentes, quando todo mundo aproveita qualquer tempinho disponível, até aquela horinha de almoço, para se esticar em algum gramado.

Pra eles isso é tão natural e gostoso que é impossível não querer sentar um pouco pra curtir também.

E a coisa é tão “profissa” que na maioria dos parques, além de bares, restaurantes e atividades esportivas, é possível também alugar cadeiras (tipo cadeira de praia) por hora! Achei demais.

Hyde Park

Cadeiras para alugar, as vedetes do calor.

Hyde Park e Kensington Gardens

O Hyde Park é o maior entre os quatro parques do centro de Londres, ele tem mais de 140 hectares de área e fica colado ao Kensington Gardens.

Ali, além de fugir da agitação e do barulho da capital é possível também praticar esportes (inclusive remo no lago central, o Serpentine), fazer picnic, ler ou simplesmente relaxar curtindo o sol ou uma bela sombra.

Outra interessante atração do parque é o Speaker’s Corner, local que ficou famoso durante a Segunda Guerra Mundial, por ser o único ponto onde era possível dizer e até defender, sem represálias, o que bem entendesse.

Hyde Park

No coração da cidade, cantinho de sossego e diversão.

Ainda hoje, aos domingos de manhã, as pessoas se reúnem lá para discursar sobre os mais diferentes temas como política, religião, filosofia. O público assiste, alguns participam concordando ou dando outro ponto de vista e ao final aplausos ou vaias fecham esse curioso espetáculo.

O Hyde Park também é destaque por ser palco de grandes eventos e shows, como o lendário show de 50 anos dos Rolling Stones em 2013. Pra saber mais, dê uma olhada agenda da parque.

No Kensington Gardens além de mais uma enorme área verde, é possível fazer visitas ao Palácio de Kensington (entrada paga) e a Serpentine Gallery (com entrada gratuita). Ou simplesmente passear e apreciar os monumentos e estátuas.

Pra nós, o destaque deste parque foi o The Albert Memorial, monumento encomendado pela Rainha Vitória, em homenagem ao seu marido falecido, o príncipe Albert.

The Albert Memorial

O monumento em homenagem ao príncipe Albert é grandioso, lindo e cheio de detalhes.

O monumento tem ao centro, a escultura do príncipe em um dossel todo ornamentado, na base estão esculpidas mais de 180 figuras de célebres pintores, poetas escultores, músicos e arquitetos, refletindo o entusiasmo de Albert pelas artes.

As laterais do dossel apresentam ícones dos elementos mais importantes da econômica da época: manufatura, comércio, agricultura e engenharia. Nos cantos de fora, enormes conjuntos de estátuas retratam figuras simbólicas do continentes: Europa, Ásia, África e América.

O monumento é uma pequena síntese de um momento da histórica inglesa.

Green Park e Saint James’ Park

Vizinhos dos famosos Hyde e Kensington Park, esses dois parques são praticamente os jardins do Palácio de Buckingham e boa parte da movimentação de turistas ali é exatamente por isso.

Green Park

Quem não tem praia, curte parque!

O Green Park é mais simples e tranquilo que seus vizinhos, sem monumentos ou lago ele foi adotado pelos londrinos com um refúgio de silêncio e calmaria no meio da agitação da cidade.

Já o Saint James’ possui um belo lago artificial cheio de patos, cisnes e dizem que por vezes até uns pelicanos aparecem por lá. Ele é conhecido como um dos mais bem cuidados da cidade e atrai pessoas durante todo o ano.

St James' Park

St James’ Park com vista para o Palácio de Buckingham.

E existem outras tantas opções como o Regent’s Park, conhecido pelos seus jardins de rosas, maior coleção de rosas de Londres, com aproximadamente 12.000 espécimes, o Battersea Park, situado na margem sul do rio Tâmisa ele tem uma vista privilegiada, o London Fields que atrai mais jovens e “descolados” devido a sua atmosfera alternativa e eclética igual a do bairro. Ali bem próximo rola todos os sábados, o Broadway Market, mercado de rua de comidinhas …. enfim, além dos parques queridinhos dos guias turísticos tem uma outra enorme quantidade de parques em todos os lugares e para todos os gostos.

E pra fechar um jardim imperdível mas nada convencional, o Sky Garden. Ele é exatamente o que seu nome diz, um jardim nas alturas.

Sky Garden

Vista incrível, pena que não pude ir … ficou pra próxima.

Localizado no topo do edifício 20 Fenchurch Street, na região The City (centro financeiro da cidade) o Sky Garden proporciona uma vista panorâmica da cidade e o melhor, a entrada é gratuita!! Mas, fique atento, é necessário fazer uma reserva online no site e como é grátis está sempre cheio …. então agende com o máximo de antecedência.

Eu, infelizmente, não consegui fazer a visita … não tinham mais dias disponíveis, mas ainda assim recomendo porque uns amigos da escola de inglês foram e contaram que é impressionante!

Ah, e se quiser aproveitar para fazer uma boquinha nas alturas, no prédio também tem alguns restaurantes e bares.

Definitivamente Londres é uma cidade para todos os gostos, idades e o melhor para todos os bolsos.

😉

Tati Basilio

'Londres, sem gastar muito!' has no comments

Be the first to comment this post!

Would you like to share your thoughts?

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Todas as imagens deste site são de propriedade de seus autores e sua utilização sem prévia autorização é expressamente proibida. Maiores informações: entrepanelasetacas@gmail.com

Paste your AdWords Remarketing code here